quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Visita de Esudo ao Museu do Carro Elétrico

                                                                                                    www.guideurope.eu

 
                                                                                         viajar.clix.pt
Ao longo do dia de ontem, os alunos do 8º ano foram passar o dia à cidade do Porto. A visita de estudo tinha como objetivo dar um passeio de elétrico desde o  Museu do Carro Elétrico (não o visitaram pois está em obras) até ao início do Passeio Alegre e, em seguida, ainda de elétrico, visitar a Igreja de S. Francisco. Ao longo do percurso, o guia foi dando informações acerca do património artístico, cultural e natural dos locais por onde iam passando. Dois atores, um caracterizado de "pica-bilhetes" e outro de "peixeira", iam recriando cenas típicas da época da utilização deste meio de transporte.
Falamos com o João Viana, do 8ºF, que nos disse que gostou de fazer a visita e que, acima de tudo, gostei de ver os esqueletos, e os mortos na igreja! Os seus colegas acrescentaram que gostam de fazer visitas de estudo pois é uma hipótese de passar um dia diferente fora da escola, de conviver uns com os outros e de aprenderem coisas novas.

Convocatória

                                                                                                 vitoriasc.pt
Realiza-se hoje às 18.30, no polivalente da Escola Secundária de Vizela, uma reunião geral de docentes com o intuito de eleger a mesa eleitoral que vai presidir à Assembleia Eleitoral dos epresentantes do pessoal docente ao Conselho Geral.

Livros da Nossa Biblioteca

                                                                                            www.sitiodolivro.pt


   Andava há nove dias à espera da festa. Era a festa da Maggie, e, segundo os bilhetes que ela me escrevia, ela também gostava de mim. Mais, segundo os bilhetes dela, ela gostava de mim em primeiro lugar, do Dale Koenig em segundo, e do Wayne Ratner em terceiro. Eu era o primeiro desde que tinha assentado mal o pé nas escadas da biblioteca, escorregado e atravessado de cabeça todo o átrio para ir bater numa parede. Eu não via nada de particularmente romântico no episódio, mas quando recuperei os sentidos na enfermaria havia um bilhete da Maggie no meu bolso, a dizer que esperava que a minha cabeça estivesse bem, e que ia gostar mais de mim do que de qualquer outra pessoa para o resto da vida dela.
   Isso era muito importante, porque a Maggie Mann era a rapariga mais desejável do sexto ano. Ninguém sabia exactamente a razão deste facto, e no entanto, tudo o que um rapaz de doze anos tinha que fazer era estar perto dela durante cinco ou dez segundos e logo se apercebia de que forças subtis e misteriosas lhe turvavam a mente e tornavam o acto de resoirar impossível.
O Meu Primeiro Beijo e Outros Traumas
de Adam Bagdasarian  

Concurso de Ideias INOVA

                                                                                          w3.dren.min-edu.pt

Se estiveres interessado/a em participar, consulta AQUI  o regulamento do concurso.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Concurso "Desafia a Tua Mente"

No balcão da biblioteca encontra-se uma caixa onde podes deixar ficar a tua resposta. Os resultados do desafio serão divulgados na última semana do 2º periodo.

Livros da Nossa Biblioteca

                                                                                            www.sitiodolivro.pt

   Era uma vez uma praia, grande, linda, de areia muito fina e mar azul, profundo e de ondas mansas. Nela, o sol brilhava quase todos os dias e no Verão era possível sentir-se um calor magnífico e, de vez em quando, uma brisa tão suave que era um encanto. Quem conhecia bem esta praia dizia que nunca tinha visto nada igual. Parecia o paraíso.
   E era uma vez um rapaz que adorava a praia, um rapaz que durante todo o ano sonhava com a possibilidade da chegada das férias, do sol, do bom tempo, enfim, da possibilidade de vestir um fato de banho e partir. Era um rapaz simples e muito saudável. Alto, magro, de olhos grandes e redondos como berlindes, pele bronzeada, temperada pelo sal, e cabelo despenteado. Andava sempre bem disposto, pois para ele não existiam grandes problemas, preocupações de tirar o sono durante noites seguidas, pesadelos povoados de monstros ou de fantasmas daqueles capazes de fazer com que a pestana não desça, ou pensamentos tão difíceis como os infindáveis novelos de lã. Era feliz e muito amado pelos seus pais.
Gosto de Ti Como És
de Pedro Strecht 

21º Concurso Jovens Cientístas e Investigadores

                                                                                                www.nebaum.bio.uminho.pt

O Concurso para Jovens Cientistas e Investigadores é desenvolvido em Portugal pela Fundação da Juventude desde 1992, tendo por objectivos promover os ideais da cooperação e do intercâmbio entre jovens cientistas e investigadores e estimular o aparecimento de jovens talentos nas áreas da Ciência, Tecnologia, Investigação e Inovação.
De âmbito nacional, o Concurso pretende incentivar um salutar espírito competitivo nos jovens, através da realização de projectos/trabalhos científicos inovadores, integrados em processos educativos regulares.
Para teres acesso ao regulamento clica AQUI.

Este planeta é a nossa casa...

                                                                                http://pt.wikinoticia.com/

É uma ideia criativa, ecológica e fica com um aspeto muito limpinho. E o planeta agradece!

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Sessão Distrital do Parlamento dos Jovens 2013


video

Decorreu ontem, dia 25 de Fevereiro, no IPJ em Braga, a Sessão Distrital do Parlamento dos Jovens 2013. Estveram presentes, a representar a nossa escola, os deputados João Carlos Ferreira, Raquel Silva e,  como deputada suplente, Ana Rita Magalhães. A sessão abriu com a apresentação da Mesa à Assembleia onde estiveram presentes o deputado Nuno Reis, um representante das escolas, Aristides Sousa pela DREN, o Delegado Regional do IPJ, a Presidente, a vice-presidente e a secretária. Depois de um pequeno discurso de abertura proferido pelo deputado Nuno Reis, seguiram-se perguntas ao mesmo pela parte da Assembleia. Entre outros assuntos, Nuno Reis foi questionado acerca do futuro dos jovens no nosso país e do facto de terem sido aconselhados a emigrar. Falou-se também das novas formas de intervenção pacífica como por exemplo o episódio de "Grândola Vila Morena". Acabadas as perguntas, passou-se à Apresentação das Medidas constantes nos projetos. Foi possível observar alguma unanimidade em relação às propostas. Temas como os incentivos à produção nacional com o desenvolvimento da agricultura e da pesca, o desenvolvimento do turismo, direcionando-o para os países mais ricos como a China e os EUA, a aplicação de taxas elevadas para os produtos importados estiveram presentes na grande maioria das propostas. Seguiu-se um debate bastante animado que teve que ser, por vezes, refreado pela Presidente da Mesa. Debate este que foi interrompido para um intervalo para o almoço. A sessão da tarde decorreu de forma um pouco menos ordeira pois já se sentia nos jovens algum cansaço. Nesta sessão prosseguiu-se com o debate para em seguida votar a escola vencedora. Venceu com 28 votos, a proposta da Escola EB 2,3 de Vila Verde. Foram formados grupos de trabalho para discutirem as alterações a fazer a esta proposta e. apresentadas as alterações, passou-se à votação. A Sessão Distrital terminou com a eleição dos deputados à Sessão Nacional e a eleição do Porta-Voz do Círculo Eleitoral. Antes do Encerramento Oficial foi divulgado o tema do Parlamento dos Jovens para o ano de 2014 - Toxicodependência e outros perigos na adolescência.

Luisa Sobral

Nova música portuguesa e uma voz fantástica!

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Sessão Distrital do Parlamento dos Jovens

Decorre hoje, ao longo de todo o dia no IPJ de Braga, a Sessão Distrital dos Parlamento dos Jovens. Estaremos representados pela Raquel Emanuel Ferreira da Silva e pelo João Carlos Nascimento Ferreira. Como deputada suplente teremos a representar-nos a Ana Rita Pinto de Magalhães. O iporaqui? irá fazer a cobertura total da sessão. Desejamos boa sorte aos nossos jovens deputados!

Livros da nossa biblioteca

                                                                                           www.misteriojuvenil.info

Escrito em 1837, Oliver Twist é um dos livros mais conhecidos de Charles Dickens. Com o subtítulo O Progresso do Rapaz da Paróquia, é o primeiro romance escrito em língua inglesa que tem uma criança como personagem principal. Mas a história não conta apenas as desventuras do Oliver Twist, o rapaz órfão. Está repleta de personagens memoráveis, muitas das quais parecem mais reais do que o próprio herói da história. Isto porque Oliver é um personagem passivo, um espelho que reflecte e inocência e a corrupção que vai encontrando pelo caminho. Através dos seus olhos, o leitor experimenta as diferentes formas da vida e da sociedade nos primeiros tempos vitorianos, desde o assustador submundo criminoso ao confortável mundo dos ricos. (...) Hoje em dia, Oliver Twist continua a ser uma história muito popular, não só devido à sua história empolgante, mas também à sua riqueza de personagens soberbamente caracterizadas, muitos dos quais permanecem na nossa imaginação, muito depois do livro ter sido terminado.
Oliver Twist
de Charles Dickens 

Este planeta é a nossa casa...

                                                                                           pensareco.blogspot.com

É criativo, bonito, ecológico e...o planeta agradece!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Livros da nossa biblioteca

                                                                                                www.wook.pt

   Não quero que ninguém me venha incomodar esta tarde. Estou a pensar em ti. Todo o esforço é pouco, toda a atenção não basta. Penso em ti que chegas das mais diversas maneiras e não tenho modo de controlar por inteiro. Apareces ali e depois saltas para muito longe no tempo ou no espaço, baralhando-nos as vidas. Ouço-te a dizer uma frase que não chegas a completar porque pelo meio irrompe uma recordação mais apressada. O melhor é deixar vir o que tem de vir porque tentar fixar uma imagem é condená-la a desaparecer, ensaiar uma recordação é afastá-la para longe, correr o risco de para sempre a perder. Pensar em ti é um mágico jogo em que continuas a brincar comigo para além da minha vontade. Por vezes levas-me a lugares sombrios e dolorosos para que ninguém caia na mentira de que tudo foi fácil. As tuas zangas voltam a parecer pavorosas, a assustar-me...
Amor Portátil
de Pedro Paixão 

Dia Internacional da Língua Materna

Não choro por nada que a vida traga ou leve. Há porém páginas de prosa que me têm feito chorar. Lembro-me, como do que estou vendo, da noite em que, ainda criança, li pela primeira vez numa selecta o passo célebre de Vieira sobre o rei Salomão. "Fabricou Salomão um palácio..." E fui lendo, até ao fim, trémulo, confuso: depois rompi em lágrimas, felizes, como nenhuma felicidade real me fará chorar, como nenhuma tristeza da vida me fará imitar. Aquele movimento hierático da nossa clara língua majestosa, aquele exprimir das ideias nas palavras inevitáveis, correr de água porque há declive, aquele assombro vocálico em que os sons são cores ideais - tudo isso me toldou de instinto como uma grande emoção política. E, disse, chorei: hoje, relembrando, ainda choro. Não é - não - a saudade da infância de que não tenho saudades: é a saudade da emoção daquele momento, a mágoa de não poder já ler pela primeira vez aquela grande certeza sinfónica.
Não tenho sentimento nenhum político ou social. Tenho, porém, num sentido, um alto sentimento patriótico. Minha pátria é a língua portuguesa . Nada me pesaria que invadissem ou tomassem Portugal, desde que não me incomodassem pessoalmente. Mas odeio, com ódio verdadeiro, com o único ódio que sinto, não quem escreve mal português, não quem não sabe sintaxe, não quem escreve em ortografia simplificada, mas a página mal escrita, como pessoa própria, a sintaxe errada, como gente em que se bata, a ortografia sem ípsilon, como o escarro directo que me enoja independentemente de quem o cuspisse.
Sim, porque a ortografia também é gente. A palavra é completa vista e ouvida. E a gala da transliteração greco-romana veste-ma do seu vero manto régio, pelo qual é senhora e rainha.

Livro do Desassossego
de Bernardo Soares

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

E ainda o Dia de S. Valentim...

EMENTA DE S.VALENTIM


Trabalho realizado pelos alunos do 5ºC numa aula de Português.

Livros da nossa biblioteca

                                                                           www.wook.pt

   Sheila Sheehan diz que eu sou a rapariga mais bonita do mundo. Diz que os meus olhos têm o tom azul mais lindo que alguma vez viu. Às vezes, penteia-me o cabelo e diz que eu tenho o cabelo mais sedoso que alguma vez tocou na vida dela.
   Mas ela tem mesmo de dizer estas coisas todas. Afinal, é a minha mãe. Faz parte do trabalho dela.
   A minha mãe tem muito a dizer sobre tudo e mais alguma coisa. Às vezes digo-lhe para ter mais calma mas ela limita-se a lançar-me o seu ar exasperado e lá continua.
   A minha mãe diz que a mãe da minha melhor amiga, Alice, é uma vaca má e egoista.
   Mas só o diz quando pensa que não a estou a ouvir.
   Mas também não interessa. A Alice e a mãe foram viver para Dublin. O pai dela ainda vive aqui ao meu lado, mas também não me serve de nada, pois não? Ele não vai querer fazer uns lançamentos de basquetebol comigo, nem jogar monopólio, nem deitar-se no chaõ do meu quarto a ouvir música e a rir de tudo e de nada...

O Que Farias Pela Tua Melhor Amiga?
de Judi Curtin

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Obras da Escola dos Enxertos



Hoje fomos dar uma vista de olhos ao andamento das obras para a escola nova dos Enxertos que está previsto fique pronta em Maio. Andava lá tudo bastante atarefado e já se consegue ter uma pequena ideia de como vai ficar. A nossa escola acolheu os alunos dos Enxertos enquanto duram as obras e tem sido uma alegria tê-los poraqui. São frequentadores assíduos da nossa biblioteca e não há semana que não cá venham buscar um livro. Acreditamos que este gosto pela leitura é incentivado pelos pais mas sobretudo pelas nossas colegas do 1º Ciclo que também têm colaborado para enriquecer as atividades da biblioteca. Em Maio, quando forem embora para a escola nova, vamos continuar a querer contar convosco. Afinal somos vizinhos!

Livros da nossa biblioteca

                                                                                          
Este livro é especial mente dedicado aos pais...

                                                                                            www.esferadoslivros.pt
   A educação não pode ser concebida sem a ideia de troca, de relação e de comunicação com o outro. A comunicação inicia-se no útero materno quando o feto percebe e reage perante um mundo de sensações seleccionadas através da mãe. O primeiro gesto de criatividade começa com o vagido do nascimento que anuncia a chegada ao mundo e pode continuar com o primeiro contacto do bebé com a mãe. Esse vínculo deveria produzir-de idealisticamente depois da primeira estalada que provoca um contacto frio, inicial e distante, de acção-reacçaõ. O bebé reconhece a pela da mãe e agarra-se a ela como uma forma de vínculo, o mais afectuoso com o mundo. Pelo seu lado, a mãe reconhece o seu bebé pelo olfacto, pelo tacto, pela visão, pela audição e até pelo paladar.
   Imaginemos que esse vínculo não se produziria, nem nos instantes imediatos ao nascimento, nem nunca. A tragédia que representa a morte da mãe ou o abandono do bebé é uma experiência traumática que, no caso de ocorrer, deve ser atenuada por outras acções compensatórias...
Educar Sem Gritar
de Guillermo Ballenato  

 

Prova Corta Mato - Fase Regional

                                                                             eb23ancede.com

INFANTIL  A   FEMININO  (2002 / 2003)
Nome
Número
Ano / Turma
Classificação
Patrícia Martins
21
5º E
Helena Costa
12
5º E
229º
Isabel Teixeira
11
5º D
263º
Beatriz Teixeira
5
5º A
23º
Mariana Avelar
14
5º A
125º
Ana Carvalho
1
5º B
176º

 Em 359 participantes

INFANTIL  A   MASCULINO  (2002 / 2003)
Nome
Número
Ano / Turma
Classificação
Márcio Marques
12
5º C
88º
Daniel Silva
8
5º A
Tiago Abreu
19
5º A
46º
Cláudio Guimarães
7
5º A
133º
Pedro Lamas
17
5º B
93º
Diogo Monteiro
9
5º B
42º

Em 387 participantes

INFANTIL  B   FEMININO  (2000 / 2001)
Nome
Número
Ano / Turma
Classificação
Bruna Monteiro
4
7º C
Inês Ferreira
13
7º F
252º
Bruna Leite
1
6º D
312º
Bruna Mendes
6
7º D
350º
Marcela Leite
13
6º A
353º
Rosa Gomes
20
6º D
330º

Em 389 participantes
  


INFANTIL  B   MASCULINO  (2000 / 2001)
Nome
Número
Ano / Turma
Classificação
André Costa
3
6º C
65º
Tiago Pinto
20
6º A
147º
Pedro Dias
12
6º E
401º
Rúben Silva
27
7º D
161º
Miguel Francisco
15
7º B
159º
José Gomes
16
7º F
404º

Em 421 participantes

INICIADOS   FEMININOS  (1998 / 1999)
Nome
Número
Ano / Turma
Classificação
Paula Martins
21
8º C
Ângela Silva
3
8º B
143º
Diana Ribeiro
10
7º D
174º
Ana Rita Ribeiro
3
7º A
235º
Bárbara Ribeiro
6
8º F

Clarisse Ribeiro
6
8º B
225º

Em 334 participantes

INICIADOS   MASCULINOS  (1998 7 1999)
Nome
Número
Ano / Turma
Classificação
Jorge Freitas
15
9º E
170º
Ângelo Gomes
5
9º E
256º
António Alves
5
8º C
142º
Marcos Mendes
14
8º D
283º
Ricardo Marques
21
9º E
274º

Em 389 participantes

JUVENIS   MASCULINOS  (1996 7 1997)
Nome
Número
Ano / Turma
Classificação
Tiago Lopes
23
9º A
343º
Filipe Martins
8
9º A
246º
Luís Monteiro
22
7º E
314º
José Pinto
15
9º A
247º
João Andrade
12
9º A
325º

Em 345 participantes